teste-para-lenita1

cicaf

*

Você está aqui: HomeNotíciasSEMINÁRIO SOBRE DIACONIA EM CURITIBA/PR
Publicado em Notícias
Postado por  Província São Francisco de Assis 10 Janeiro 2018
SEMINÁRIO SOBRE DIACONIA EM CURITIBA/PR

As irmãs da Província São Francisco de Assis realizaram um seminário sobre nossa Diaconia, nos dias 04 a 07 de janeiro 2018, na Casa Paz e Bem, Curitiba/PR. O seminário iniciou com as irmãs animadas para refletir sobre nossa Diaconia como processo formativo.  O momento orante nos trouxe a inquietação “Os pequeninos pediram pão”... Perguntamo-nos: Que pão os pequeninos nos pedem hoje? Eles continuam a pedir pão? No espaço onde estamos ainda encontramos tempo para dar o pão aos pequeninos, ou estamos na zona de conforto esperando a vida passar?

Irmã Téa foi conduzindo a reflexão em torno da Diaconia apresentando a ideia de que o carisma não é estático, é dinâmico e processual. É algo que está sendo recebido e vivido ao longo da história. É preciso tomar a história na mão para fazer parte dela. Para o Apóstolo Paulo despois da conversão a lei é tomada como graça, a observância como gratuidade e Jesus como bendito. Paulo com Lídia aprendeu que tem que conhecer a cidade antes de pregar, se inserir e enxergar a realidade. Foi feita a leitura de At 16, 16-40 a qual mostra uma escrava com espírito de adivinhação, prisão e a libertação de Paulo e Silas, conversão do carcereiro e sua família concluindo com a ida de Paulo e Silas à casa de Lídia. Nesse texto vemos a intolerância que pode nos levar a erros. O diferente, o que nos surpreende pode ser uma riqueza se tivermos a capacidade de acolher.

Também na leitura do texto de 1º Tessalonicenses, Paulo escreve no ano 50 para esta comunidade a qual ressalta as palavras: Senhor, 21 vezes e Irmão, 19 vezes. A palavra Senhor no império romano era usada para legitimar a dominação e Paulo afirma que os cristãos reconhecem um só Senhor; e a comunidade, que reconhece Jesus como Senhor, só pode testemunhar relações de irmãos. Ao insistir nas duas palavras Paulo e sua equipe querem devolver e infundir nos cristãos identidade, dignidade e igualdade. A comunidade devia ser espaço alternativo do sistema.

As ousadias do apóstolo Paulo, saíram do traçado: judaico, cidadão romano, dos critérios apostólicos, abriu caminho novo, deixou-se guiar pela força da palavra, pela força do espírito, pela força dos acontecimentos.

Continuando a reflexão percebemos que é necessário sair da dependência da paróquia, do traçado do clericalismo; da auto suficiência, auto referencialidade, da formalidade, sair dos medos que impedem aproximação; o mapeamento missionário foi uma oportunidade de percebermos os traçados que devemos sair; da zona de conforto para uma vida fraterna com relações verdadeiras, perdão, amor mutuo, trabalho de auto sustentabilidade; do jeito de administrar a província; de projetos, atividades, espaços que já estamos assumindo há muito tempo; apostar no traçado que nos possibilite partilha reflexivas que vai de encontro com as necessidades de nossa diaconia/missão, valorizar o saber da Irmã Catequista Franciscana; romper, trocar de mentalidade; vivenciar a experiência concreta de comunidade de base com possibilidade de continuar com o serviço paroquial e diocesano; sair do traçado da vida religiosa hierarquizada, assumir nossa laicidade  para discernir, ter consciência crítica, informar-nos; sair do neoliberalismo, individualismos, indiferença dentro e fora de casa, sensibilizar-se com os clamores dos pobres; assumir e investir em novas frentes missionarias; buscar autonomia econômica através da formação profissional.

A partir dessas constatações as Irmãs sentiram a necessidade de construir um PROJETO MISSIONÁRIO PROVINCIAL com a compressão de Diaconia /Carisma. Por isso as irmãs da Província São Francisco renovam a disposição e abertura para dar continuidade na distribuição do pão aos pequeninos de hoje. Através da reflexão, partilha e estudo nesse seminário chegamos a essa compreensão: Para nós Irmãs Catequistas Franciscanas missão-diaconia constitui uma unidade, que nasce da vivência em irmandade-fraternidade e se expressa pelo nosso compromisso em educar para a fé e para a cidadania, pelo nosso jeito de ser e de viver: testemunhando, anunciando, servindo, trabalhando...

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: Irmãs: Eliza Schafaschek e Guiomara Fátima de Godoi.

Adicionar comentário


 

Direção:
Isabel do Rocio Kuss

Ana Pereira Macedo

 Ivonete Gardini

Arte: Lenita Gripa

Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas
Rua Des. Nelson Nunes Guimarães, 346
 Bairro Atiradores - Joinville / SC – Brasil
Fone: (47) 3422 4865