pg incial 2018

cicaf

*

Você está aqui: HomeNotíciasViva oito de março!
Publicado em Notícias
Postado por  Sede Geral - Rosali Paloschi 07 Março 2020
Viva oito de março!

 

Não paramos para descansar

e não cansamos para não

parar na luta pelos direitos! 

O Dia da Mulher, comemorado, no mundo inteiro, em 08 de março, traz à memória que a vida livre e em abundância vale a luta. Temos diferentes formas para refletir sobre a celebração deste dia. Se olharmos o alto índice de violência contra as mulheres, principalmente no Brasil, quase nada teremos a comemorar; afinal, hoje o feminicídio é mais alto do que em todos os tempos. Porém o assunto exige evidenciar algo mais abrangente: a data simboliza a sua luta contra a discriminação e pela igualdade de direitos – dos já conquistados no âmbito da humanidade e dos a serem construídos pelas futuras gerações.

Desde 1979, ficou muito claro o que significa discriminação contra a mulher: “Toda distinção, exclusão ou restrição baseada no sexo e que tenha por objeto ou resultado prejudicar ou anular o reconhecimento, gozo ou exercício pela mulher, independentemente de seu estado civil, com base na igualdade do homem e da mulher, dos direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural e civil ou em qualquer outro campo”. (ASSEMBLEIA GERAL DA ONU, art. 1º da convenção para a eliminação de todas as formas de discriminação contra a mulher, 1979).

Considerando que a Declaração universal dos direitos humanos possibilitou a formalização de tais direitos, cabe a todas, todos, intensificar a luta pela efetivação dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais e culturais, para a melhoria nas condições de vida, autonomia e liberdade das mulheres bem como superação das situações de violência e desigualdade nas quais estamos inseridas.

Se olharmos ao nosso redor, listaremos infindas transformações resultantes do nosso incansável empenho pelo fim da discriminação e pela igualdade de gênero. Essas mudanças se deram com a conquista de novos direitos, pela constituição de organismos estatais voltados para a promoção da equidade de gênero e pela adoção de políticas públicas, as quais, lamentavelmente, neste momento nacional, estão sendo destruídas. Façamos nossa a frase da autora desconhecida:

“Não paramos para descansar e não cansamos para não parar na luta pelos direitos”

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: Irmã Lindalva Alves Cruz

Comentários  

#1 Marilete 09-03-2020 22:09
Obrigada! Parabéns.Realme nte, não podemos parar. E tampouco pararmos de lutar pelos nossos direitos, e os direitos de todas as mulheres.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 

Direção
Isabel do Rocio Kuss

Ana Cláudia de Carvalho Rocha

Marlene dos Santos

Rosali Ines Paloschi

Arte: Lenita Gripa

Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas
Rua Des. Nelson Nunes Guimarães, 346
 Bairro Atiradores - Joinville / SC – Brasil
Fone: (47) 3422 4865