pg incial 2018

cicaf

*

Você está aqui: HomeNotíciasFinados e Esperança
Publicado em Notícias
Postado por  Sede Geral - Isabel do Rocio 31 Outubro 2022
Finados e Esperança

 

Louvado sejas, meu Senhor, por nossa irmã a Morte corporal, da qual homem algum pode escapar. Ai dos que morrerem em pecado mortal! Felizes os que ela achar conformes a tua santíssima vontade, porque a morte segunda não lhes fará mal!

(São Francisco de Assis)

 

Francisco nos ensinou a acolher a morte como irmã, pois é inevitável o seu abraço. Ora ela chega a nós, ora a quem amamos.

Neste dia em que celebramos o Dia de Finados, dia em que também reavivamos nossa esperança e fé na vida plena, rezamos pelas vidas daqueles que aqui encerraram sua caminhada e seguem seu caminho na luz de Deus.

Este dia nos convida a fazer memória, a percorrer o itinerário da saudade com o coração agradecido por termos um jardim florido e perfumado.

Que a dor do luto nos mova em direção a vida plena, que ela nos mostre o quão rápido e sagaz é o tempo, e que mais ainda ela nos inquiete a lutarmos por justiça, pois a muitos, a irmã morte chega de forma prematura, abrupta, causando em nós a indignação que acrescenta uma generosa medida a negação, fase latente do processo de luto.

Que essa dor seja combustível para gritarmos contra as inúmeras mortes que o nosso sistema gera: nas filas de hospitais e unidades de saúde, na ausência de políticas públicas para a nossa juventude, na educação que é desrespeitada a cada corte orçamentário, no meio ambiente que é descaracterizado como criação e cada vez mais explorado como moeda.

Ao morrer, Jesus deu um forte grito. Nesse grito, está o grito de protesto e indignação de todos os torturados e massacrados pelo sistema que oprime e mata.

Que esse grito encontre eco em nós para lutarmos contra todo tipo de abuso e desrespeito a vida. Que como seguidoras de Jesus, nos atrevamos a encontrar resposta onde Ele encontrou, para além da morte: na Ressureição. “Deus mesmo enxugará nossos olhos. Já não haverá morte, nem haverá aflição, nem pranto, nem dor” (PAGOLA, 2012).

O lema escolhido para o Processo de Reorganização que estamos vivenciando na congregação nos convoca a sermos “anunciadoras e semeadoras da esperança”. Que assumamos o esperançar como estilo de vida, e que esse caminho de doação, solidariedade e profecia nos inspire a acolhermos com serenidade a morte como nossa irmã, na certeza de termos nos doado sem medidas a serviço da vida, sobretudo a mais ameaçada.

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: Irmã Mayara Arguello da Silva

Comentários  

#1 Maria Fachini 02-11-2022 15:37
Linda, profunda e esperançadora mensagem. Obrigada, Mayara. Por detrás das palavras, entrevejo forte experiência colhida na sua vida e nas tantas vidas com que você tem partilhado trechos de seu caminho. Obrigada por partilhar conosco.dqzqg

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 

Direção
Isabel do Rocio Kuss

Ana Cláudia de Carvalho Rocha

Marlene dos Santos

Rosali Ines Paloschi

Arte: Lenita Gripa

Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas
Rua Des. Nelson Nunes Guimarães, 346
 Bairro Atiradores - Joinville / SC – Brasil
Fone: (47) 3422 4865